Estudo de caso do Programa Mais Médicos no Rio Grande do Norte: caminhos percorridos, produções e criações de conhecimento no Semiárido Potiguar

Lançamento Estudo de caso Rio Grande do Norte

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde se sente muito honrada em participar da implementação do Programa Mais Médicos, realizando as gestões que promovem a presença dos médicos cubanos nos municípios e facilitam o entendimento entre os gestores de saúde do Brasil e de Cuba. Hoje, o sucesso da iniciativa está materializado na melhoria da saúde das pessoas que integram as parcelas socialmente mais desfavorecidas e vulneráveis da população. É isso o que mostra o Estudo de caso do Programa Mais Médicos no Rio Grande do Norte: caminhos percorridos, produções e criações de conhecimento no Semiárido Potiguar. Ao percorrer o estado do Rio Grande do Norte, a equipe de pesquisadores se debruçou sobre a realidade da assistência em saúde do Jardim do Seridó, de Riacho de Santana, de Venha Ver e de Vera Cruz – municípios de pequeno porte com baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) e exclusividade de atuação de médicos do PMM, alcançando elevada cobertura populacional.

Veja estudo na íntegra

PAHO IRIS

Leia a matéria com entrevista com o coordenador do estudo, pesquisador da UFRN Angelo Roncalli.